filmes de terror

Filmes de Ficção-científica

Filmes de comédia

Filmes de Aventura

Filmes de drama

Filmes de suspense

Filmes adolescentes

Filmes de ação

Clássicos

Filmes baseados em fatos reais

Filmes de Faroeste

Filmes de Animação

Franquias

Lançamentos

Filmes épicos

Filmes de fantasia

Filmes de romance

Filmes de Policial

Filmes de mistério

Filmes de Guerra

series de televisão

Notícias

Em breve

Especiais

sábado, 28 de abril de 2018

Siren, nova serie do canal Freeform dos gêneros drama, fantasia, mistério, suspense e terror sobre sereias da dupla Dean White e Eric Wald que nos traz uma versão nova e diferente e ao mesmo tempo mais dark sobre a mitologia das sereias!

Bom dia meus amigos, hoje tenho uma nova crítica para vocês do canal Freeform que é a nova serie dos gêneros drama, fantasia, mistério, suspense e terror sobre sereias chamada Siren que estreou na quinta-feira, dia 29 de março de 2018 nos Estados Unidos no canal Freeform, e a nova serie foi criada pela dupla Dean White (diretor e roteirista da serie The 100) e Eric Wald que nos traz uma versão totalmente do conto das sereias de uma maneira totalmente nova, diferente e dark e para aqueles que estão na dúvida sobre a serie eu tenho que a Freeform acertou no projeto porque um dos motivos abaixo está relacionado um filme de sucesso que estreou em ganhou 4 prêmios no Oscar 2018, e o filme de um aclamado diretor conhecido pelos gêneros da fantasia, ficção-científica e terror que vou explicar mais abaixo.
Esse ano em 2018 foi lançado o aclamado A Forma da Água do aclamado diretor mexicano Guillermo Del Toro, e vocês devem está se perguntando por que eu mencionei o filme premiado do diretor na crítica da nova serie do canal Freeform, bom é simples vocês se lembram das promos da serie Siren e do filme A Forma da Água, que nos mostravam criaturas marinhas monstruosas, pois é isso mesmo que estou querendo colocar em xeque aqui para vocês meus caros amigos leitores. O Filme A Forma da Água deu início a nova moda dos gêneros fantásticos no mundo sobrenatural que é monstros e criaturas mitológicas marinhas coisa que nenhum dos dois meios do entretenimento investiu anteriormente até agora, e o primeiro meio foi o cinema com o lançamento do filme A Forma da Água do aclamado diretor mexicano Guillermo Del Toro sobre um conto de fadas entre um homem-anfíbio e uma humana e que rendeu uma grande vitória nos cinemas para o diretor que ganhou 4 prêmios do Oscar 2018 e ainda por cima deu início uma nova moda dos meios do entretenimento, e agora 2 meses depois do lançamento de A Forma da Água, o segundo meio do entretenimento que é a televisão lançou através do canal Freeform, a serie Siren que bateu recordes de audiência nos Estados Unidos no dia da sua estreia e o que falaremos mais adiante, mas a serie em si é sobre uma cidade portuária do estado americano de Washington nos Estados Unidos que um dia foi lar de sereias.
Se vocês estão pensando que a serie estou fazendo essa crítica sobre ela vai ter uma coisa envolvendo romance entre uma sereia e um ser humano, então vocês pensaram errado porque uma das coisas boas que a serie me apresentou quando trouxe o mito das sereias para a nova versão, é que os criadores Dean White e Eric Wald também resgataram os velhos mitos que falam sobre as sereias como a velha história das belas vozes delas que atraiam os marinheiros dos mitos da Grécia Antiga e levavam eles para a morte, e ainda os mesmos deram uma nova versão totalmente diferente das sereias que nós vimos anteriormente em outros filmes e series, e a primeira coisa que eu quero retratar sobre o trabalho dos criadores na serie é que os dois tiveram inspiração incrível da aparência das sereias da serie que é uma moda a lá ao diretor Guillermo Del Toro; O que estou querendo dizer é as sereias da serie são totalmente diferente daquelas inofensivas, dóceis em que já vimos antes, a sereias da serie são assassinas, bestiais, monstruosas e predadoras a sangue-frio, mas quando estão em terra é uma coisa totalmente diferente do que elas estão na água, e no dia da estreia a serie foi muito inteligente em já nos apresentar primeiro o cenário em que ela se passa e depois apresentar os personagens e em seguida mostrar o que está acontecendo na cidade aparentemente tranquila de Bristol Cove e ainda ver a trama da serie é mais interessante quando é acompanha de perto e eu como crítico convido vocês meus caros amigos leitores e desfrutarem da mesma e em seguida ver a serie que estou recomendando na minha crítica, então vamos lá.
O episódio-piloto começou com uma entrada bem misteriosa onde um barco de pesca, estava pescando no Estreito de Bering no momento tudo estava calmo, mas de repente alguma coisa que eles pegaram no mar começou ataca-los, e uma das coisas positivas do início do episódio é que o mesmo começou com um toque de suspense e momentos um pouco tensos de luta, os mesmos personagens começam a houver uma voz linda no mesmo lugar onde a coisa se escondeu após ataca-los e ai de repente aparece os militares levando a mesma criatura que os atacou no barco e um dos marinheiros que foi ferido pela mesma coisa, e a parte do início do episódio é que a mesma só está começando; E com isso somos o episódio de estreia nos apresenta o cenário da história que é a cidade litorânea de Bristol Cove e ainda apresenta os seus habitantes que se mostram bastante interessantes, e ainda mais quando nós espectadores vamos acompanhando mais de perto a trama da serie que se aprofunda de maneira mais dark na mitologia das sereias, e que há muitos mistérios que estão para serem desvendados e acompanhados.
Como disse nas postagens anteriores quando estava anunciando a serie no meu blog é que a serie é uma mistura de H2O: Meninas-Sereias e Mako Mermaids com as series The Vampire Diaries, The Originals e Teen Wolf. O que eu quero representar com essa mistura é porque está na descrição do show, e para vocês que se lembram das series australianas infanto-juvenis sobre sereias que são H2O: Meninas-Sereias e Mako Mermaids é que as duas series se passavam numa cidade litorânea da Austrália onde têm um lugar da mesma que é especial para as sereias e claro que quem acompanhou as duas series sabem o que estou querendo dizer à semelhança com Siren, mas têm uma grande diferença entre Siren e as duas series citadas acima, as semelhanças é que ambas trabalham com a mitologia e do universo das sereias, porém Siren trabalha de uma maneira diferente das suas antecessoras acima, que é através do tom, para aqueles que se recordam das duas series australianas é que elas trabalham com um tom infanto-juvenil voltado mais para a inocência do público mais jovem, já Siren trabalha com um tom mais sombrio e mais adulto começando pela mitologia das sereias da serie que são parecidas com aquelas criaturas do imaginário grego-romano sobre atrair os pescadores para as suas armadilhas com as suas belas vozes, e é um dos pontos altos que a equipe de produção acerta de voltar às origens das lendas sobre as sereias e ainda conta-las de um jeito diferente e ainda voltado para o público alvo jovem adulto, e outro está no estilo que têm semelhança com as outras series voltadas para os gêneros sobrenaturais, porque já no início da serie ela nos mostra que a cidade que os protagonistas vivem têm um passado sobrenatural fantástico com os series da temática da serie que são as sereias, e essa meus amigos é um dos tópicos porque a serie têm o estilo parecido com as famosas series veteranas citadas acima porque a serie assim como as outras explora o passado uma cidade que está ligada a elementos sobrenaturais e suas criaturas que habitavam a cidade no passado antes da chegada humana;
E ainda os episódios de estreia da serie foram do mesmo estilo dos episódios de estreia das series The Vampire Diaries, The Originals e Teen Wolf, mas com uma tocada própria, porque quando eu assisti os 3 primeiros episódios da serie Siren, uma das coisas que eu pude perceber quando eu estava assistindo é que a serie além de trabalhar a fantasia e o sobrenatural como também a ciência e a biologia marinha na história, e ainda nos momentos que eu fui acompanhando os episódios pude perceber que as mesmas usaram a história da serie Stranger Things, mas calma ai meus amigos porque eu citei a história da serie em Siren. Pois bem quando estava acompanhando Siren nos primeiros episódios pude perceber que os grandes antagonistas da temporada são humanos voltados a experiências do governo americano, pois que já viu muitos filmes e series onde o governo captura uma criatura fantástica e faz experimentos com ela, e o resultado é sempre o mesmo que brincar com o desconhecido é brincar com fogo, e isso que faz parte nos primeiros episódios da serie, porque os militares capturaram uma sereia desejam usar ela para fins dos seus próprios desejos egoístas, e que no final terão um preço a pagar no final que resulta em acontecimentos que vai abalar a pequena cidade de Bristol Cove, e daí surge uma figura humana ligada a família fundadora da cidade que está relacionada com o seu passado sobrenatural.
Outra coisa que a serie acertou em cheio foi nos seus personagens principais que são Ben, o Biólogo marinho que é o descendente da família fundadora da cidade e que têm uma relação um pouco tensa com os seus pais em relação ao seu futuro, e ainda temos a sua namorada Maddie que é filha do Xerife da cidade onde eles moram, e ainda temos Helen uma mulher misteriosa que sabe a verdade sobre o passado da cidade, e ainda temos a sereias Ryn e Donna; Cada um dos personagens desempenha a sua função na estreia e no decorrer dos episódios a importância deles na história cresce ao mesmo tempo como também o amadurecimento da história que vai de uma história de resgate para uma coisa além que é um dos pontos positivos da história da serie e que os criadores da serie usaram o que está acontecendo no ambiente do planeta para adapta-lo para o contexto da serie, mas claro que vocês precisam descobrir por conta própria.
Outra coisa que a serie acerta é a presença do feminismo na história na televisão americana já estamos nos acostumando a ver personagens femininas fortes nas series e o que faz com que as mesmas ganhem admirações e elogios dos fãs, e Siren nos mostra isso na cena do episódio de estreia onde a sereia protagonista da história está em apuros com um personagem masculino e nos mostrou uma das melhores cenas de interpretação da atriz que interpreta a sereia Ryn na serie, e outra coisa que eu quero destacar na serie está na transformação que ao contrário das transformações das sereias de H2O: Meninas-Sereias e Mako Mermaids quando elas tocavam na água para virarem sereias de novo, o processo é doloroso e que lembram cenas de transformação de lobisomens nas series como The Vampire Diaries, Being Human US, Teen Wolf, The Originals e Shadowhunters, e outra coisa que os hábitos das sereias de Siren lembram os hábitos de matanças de vampiros de series como True Blood, The Vampire Diaries, The Originals, Shadowhunters, mas claro que as características que estou repetindo das outras criaturas fantásticas das outras series têm forte semelhança com as sereias de Siren, porque na televisão americana já vimos muitas criaturas sobrenaturais ganharem suas series televisão como vampiros, lobisomens, demônios, fantasmas, zumbis e bruxos e essa é a primeira que vemos uma serie de sereias voltadas para o público americano e ainda voltadas para o mundo sobrenatural televisivo americano, mas claro que as sereias da serie têm inspiração das antigas lendas que mencionei acima e ainda com um toque mais sombrio e mais adulto.
A serie não decepciona e ainda foca bastante na sua história e dos personagens principais assim como da própria cidade onde a serie se passa porque a mesma é considerada uma personagem da história em vários sentidos, porque para começar a cidade da história têm um passado ligado às sereias e que a mesma foi o lar delas até a chegada humana uma coisas que eu percebi na serie e que usou um contexto da realidade do nosso planeta é que nós seres humanos sempre destruímos e meio ambiente e sempre extinguimos as espécies da Terra, no decorrer da serie fui percebendo que o maior vilão da história de Siren é o próprio homem, porque para aqueles que não se lembram do que eu falei anteriormente acima da minha crítica que os humanos estão sempre querendo fazer progressos com as suas experiências quem se machuca, sofra ou morra no processo de tudo, e isso que acontece nos episódios posteriores de Siren que as ações humanas vão além de um sequestro que pode resultar numa espécie de ato de guerra por suas ações egoístas, porém na serie existem pessoas que querem evitar como no mundo real que existem pessoas conscientes das ações da humanidade no mundo que vivemos.
Os dois primeiros episódios da 1° temporada chamado “Pilot” e “Lure” estrearam na quinta-feira, dia 29 de março de 2018 às 8:00 P.M nos Estados Unidos no canal Freeform; O episódio da serie foi dirigido por Scott Stewart (diretor dos filmes Legião, Padre e Os Escolhidos) com o roteiro escrito por Eric Wald, o segundo episódio foi dirigido por Nick Copus (diretor dos episódios das series Arrow, Salem, Gotham, Lethal Weapon e Lore) com o roteiro escrito por Eric Wald, e têm como produtores-executivos Eric Wald, Dean White, Emily Whitesell, Brad Luff, R. D. Robb, no elenco da serie estão: Eline Powell (da serie Game of Thrones e do filme Rei Arthur: A Lenda da Espada), Alex Roe (dos filmes A 5° Onda e O Chamado 3), Fola Evans-Akingbola, Sibongile Mlambo (das series Black Sails e Teen Wolf), Rena Owen (dos filmes Diversão Macabra e O Ultimo Caçador de Bruxas), Ian Verdun, Aylya Marzoff, Sedale Threatt Jr, Patrick Gallagher (do filme Uma Noite no Museu 3) e Tammy Gillis (da série Ghost Wars).
A 1° temporada da serie têm 10 episódios e para aqueles que não ainda não assistiram a serie verão quando a assistir que a descrição dela que mencionei acima na minha crítica é verdade, e é de tirar o fôlego de qualquer um que assistir.
E para aqueles que não sabem sobre a serie, é que A estreia de “Siren”, série sobre sereias assassinas, tornou-se a segunda maior audiência da história do canal pago americano Freeform.
O lançamento, com a exibição de dois episódios consecutivos, foi assistido por 1,5 milhão de telespectadores em seus três primeiros dias de exibição, na semana passada nos Estados Unidos. A audiência só foi menor que a da estreia de “Shadowhunters” em janeiro de 2016, data que marcou a mudança de identidade do antigo canal ABC Family para Freeform.
A série acumulou um total de 1.54 milhão de espectadores, divididos nas categorias de audiência: adultos entre 18-49 anos (743,000/0.58); mulheres entre 18-49 anos (483,000/0.75); adultos entre 18-34 anos (396,000/0.57); mulheres entre 18-34 anos (279,000/0.80) e pessoas em geral entre 12-34 (510,000/0.54). Os números mais altos desde a estreia de Shadowhunters em janeiro de 2016.
Ou seja, “Siren” teve a maior audiência do canal em mais de dois anos.
Mas quando somadas as plataformas digitais, a série das sereias superou “Shadowhunters”, atingindo um total de 4,3 milhões de telespectadores em três dias.
 Para completar, “Siren” liderou a audiência ao vivo da TV paga americana entre o público feminino e foi a série mais comentada nas redes sociais no dia de sua estreia.
Vejam a nota da serie:
Nota:8,3/10,0

E suas imagens:
Resultado de imagem para Siren teaser
Resultado de imagem para Siren teaser
Resultado de imagem para Siren teaser
Resultado de imagem para Siren serie teaser
Resultado de imagem para Siren serie teaser
Resultado de imagem para Siren serie teaser
Resultado de imagem para Siren serie teaser
Resultado de imagem para Siren serie teaser
Resultado de imagem para Siren teaser
Espero que gostem da nova postagem, e até a próxima meus amigos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário