filmes de terror

Filmes de Ficção-científica

Filmes de comédia

Filmes de Aventura

Filmes de drama

Filmes de suspense

Filmes adolescentes

Filmes de ação

Clássicos

Filmes baseados em fatos reais

Filmes de Faroeste

Filmes de Animação

Franquias

Lançamentos

Filmes épicos

Filmes de fantasia

Filmes de romance

Filmes de Policial

Filmes de mistério

Filmes de Guerra

series de televisão

Notícias

Em breve

Especiais

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Grandes novidades da Comic-Con San Diego sobre as series de super-heróis da DC Comics do canal The CW!

Bom dia, meus amigos, hoje tenho uma nova notícia para vocês do canal aberto americano The CW, sobre as grandes novidades sobre as series de super-heróis da DC Comics do canal que são Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow, e ambas criadas pelo famoso Greg Berlanti, que nos apresentou esse grande universo criado por ele chamado que os fans da chamam Arrowverse, e todas as novidades das 4 series foram apresentadas na Comic-Con San Diego 2017 ainda junto com a nova serie da DC Comics e do canal aberto americano The CW, comanda por Greg Berlanti chamada Black Lightning que vai estrear na Midseason 2018, enquanto as veteranas vão estrear na Fall-Season 2017-2018 (em outubro de 2017).
Resultado de imagem para Arrowverse
Resultado de imagem para Arrowverse
Resultado de imagem para Arrowverse
Resultado de imagem para Arrowverse
Resultado de imagem para Arrowverse
Resultado de imagem para arrowverse
Resultado de imagem para arrowverse
Resultado de imagem para arrowverse
Resultado de imagem para arrowverse
Resultado de imagem para arrowverse
Resultado de imagem para Greg Berlanti
Vejam as novidades dos painéis das cinco series exibidos no sábado, dia 22 de julho de 2017, durante o evento da Comic-Con San Diego 2017.
1-Arrow:
Depois daquele final de temporada de Arrow, não teve quem não ficasse curioso pelo que vinha pela frente.
As críticas pesadas ao terceiro e ao quarto ano foram esquecidas e substituídas por um coro de “Arrow finalmente voltou a se encontrar”, relembrando bastante a ansiedade que nos causava nas suas duas primeiras temporadas – e eu não poderia estar mais feliz com isso.
Por isso, com aquela explosão (literal) no último segundo, a ansiedade por respostas estava lá em cima no painel que rolou neste último sábado. E ele começou com um vídeo que retomava os últimos momentos do quinto ano e introduzia a nova temporada. Confira o vídeo completo:

Animal, né? Eu que já tinha me controlado e deixado a ansiedade de lado, acabei voltando a estaca zero. Que ano temos pela frente. E o elenco parece concordar muito com isso.
“Mais uma vez, queremos nos manter próximos a nossa origem. A trama da sexta temporada é obscura e intrigante de um jeito que ainda não fizemos. Conheceremos um novo Oliver Queen, o que será bem interessante”, pontuou Stephen Amell, protagonista da série. “Posso dizer que ele não é um excelente pai e isso precisará ser trabalhado daqui para frente”, fechou ele – o que faz todo sentido, já que a mãe do seu filho estava na ilha na hora da explosão e pode ser uma das vítimas.
Sobre o fato de lidar com o filho, Stephen diz que é uma nova dinâmica bem interessante: “Oliver nunca teve um filho de verdade. Ele viu o garoto ameaçado, salvou, mas nunca teve que lidar com a educação dele. Nunca teve que lidar com as consequências de nada. Agora será diferente, ele é o pai, ele é o responsável. E seu filho definitivamente não será o seu maior fã – pelo menos por enquanto”. A volta de Katie Cassidy ao elenco fixo é comemorada demais por todos que estão no painel e pelos membros do elenco. “Eu sinto como se nunca tivesse saído da série, apesar de ser completamente diferente agora. Mas é bom voltar para casa, é bom estar com vocês”, contou feliz a atriz. Sobre o seu retorno, Katie falou que podemos esperar por bastante confusão. “Sabem Miley Cyrus em cima da bola em Wrecking Ball? É exatamente essa a sensação que vocês terão com meu retorno”, deixando todo mundo bem ansioso.

Pela primeira vez presente no painel, Juliana Harkavy era só alegria. De verdade, ela não conseguia esconder o quanto estava encantada com tudo que estava acontecendo. “Cara, isso é inacreditável. Olha quanta gente tem aqui”, e recebeu alguns abraços dos colegas de elenco. Depois ela comentou sobre seu novo traje: “Vocês gostaram? Eu me senti incrível quando vesti. Foi uma sensação espetacular”.
O elenco comentou então que já teve acesso aos três primeiros roteiros da nova temporada e que eles estão sensacionais. “É difícil você não gostar de algo que está dentro do seu projeto, mas esses roteiros vão tirar muita gente do sofá. A nossa sexta temporada vai começar fervendo”, contou Rick Gonzalez, outro novato que estava impressionado com a quantidade de gente por lá.
A produção da série comentou que podemos esperar por uma temporada voltada para a família como centro de tudo – mais uma vez, principalmente com o novo papel de Oliver. E não espere somente um grande vilão: diferente dos anos anteriores, um grupo de vilões antagonizarão Oliver Queen, sendo que um deles já foi escalado e será vivido por ninguém menos que Michael Emerson, conhecido do grande público por seu trabalho em Lost.
E, dentre esses vilões, um deles será Richard Dragon, bem conhecido da galera que curte HQs como parte das histórias do Batman. Se restava alguma dúvida, a produção encerrou: Arrow não fará episódios musicais (o que é uma pena). Mas isso não impede que todos eles cantem parabéns para Emily Bett, que fez aniversário ontem.
O espaço para perguntas da plateia é aberto e a primeira delas é bem interessante: o roteiro esqueceu do Vigilante? “Não esquecemos. Ele voltará e é alguém que vocês já conhecem”, deixando todo mundo bem intrigado.
As pessoas também querem saber se teremos flashbacks na próxima temporada. “Sim, teremos. Mas não em todos os episódios e sobre personagens variados. A história do passado de Oliver Queen já acabou, mas temos outros passados para olhar”, contou Stephen Amell.
Outra pergunta super relevante (e que eu sempre me fiz): como que o Terrific faz seu cabelo tão rápido toda vez que usa seu traje? “Eu acho que ele tem a ajuda do Kid Flash”, brincou Echo Kullum, interprete do personagem.
Um dos momentos mais legais do trailer foi ver a participação de Manu Bennett, como Slade Wilson, na premiere da nova temporada. “Teremos Manu para a premiere e para mais dois episódios, que será centrados em seu personagem. Estamos muito felizes com este retorno”, contou Stephen.
A galera também quer saber sobre esse comentário de que rolaria um crossover com Supernatural. “Eu não vejo como isso aconteceria, mas talvez eu possa aparecer como garçom dos meninos em algum momento”, brincou Amell.
Depois disso, rolou um momento que comoveu todo mundo que estava por lá. Uma garotinha, vestida de arqueira, contou que estava lutando contra o câncer e queria saber se Amell poderia dar uma das suas blusas contra a doença para ela. Para quem não sabe, a mãe do ator lutou muito anos contra o câncer e ele criou uma iniciativa para ajudar pessoas que passam por este diagnóstico e não tem suporte financeiro. Claramente emocionado, Stephen foi até a garotinha, a abraçou, deu um colar com uma flecha para ela e pediu que ela voltasse ano que vem, para lhe dar notícias.
Rolaram umas lágrimas neste momento sim.
E com isso, o painel se encerrou e nos deixou ainda mais ansiosos para a sexta temporada que só chega em outubro.

2-The Flash:
Depois de uma temporada bem morna – acho que todo mundo concorda com isso, né? -, a expectativa para o novo ano de The Flash está lá em cima. Com Barry preso na força de aceleração e todos os outros personagens precisando dar sequência nas suas vidas, as coisas vão estar um pouco diferente quando reencontrarmos Central City.
O painel da série começou com a exibição de um trailer da nova temporada que coloca Iris West como o centro de tudo – e está INCRÍVEL -, confira:

A entrada do elenco foi regada a muitos aplausos, mas todos os olhares estavam em Keiynan Lonsdale (Wally West) que estava vestido como Wally, do ‘Onde está Wally?’ Tem como aguentar essas palhaçadas deles? Maravilhosos.
Sem perder tempo, eles já começaram a tratar de alguns temas da terceira temporada. A primeira a falar foi Danielle Panabaker, nossa Caitlin Snow, sobre a mudança da sua personagem: “É muito divertido ser má. Traz liberdade, traz diversão para a gravação. Eu amei esse novo lado dela. Depois de flertar muito com a Nevasca, pude ser ela por completo”. Ela ainda prometeu que veremos mais da personagem na próxima temporada – só que agora com um pouco mais de equilíbrio.
O elenco então conta que Grant Gustin, menino Barry Allen, não consegue guardar um único segredo. Candice Patton, a Iris, não sabia se sua personagem sobreviveria ao final da temporada ou não, por exemplo. Grant, angustiado com a agonia da colega, a contou o final da temporada antes mesmo que os produtores autorizassem. “Espero que isso não signifique que estou demitido, viu gente?”, brincou o ator.
Grant aproveitou para comentar sobre o episódio dirigido por Tom Cavanagh (Harrison Wells). “Não foi fácil atuar comigo mesmo na maior parte do tempo, ainda mais em cenas tão emocionais. Mas Tom me desafiou e o resultado foi muito bom”, contou Grant. Tom rasgou elogios para o colega: “Grant é um excelente ator, incrível mesmo. Eu sabia que ele ia conseguir canalizar as energias para passar exatamente a emoção que precisava ali. Fora isso, ele é muito bonito, o que ajuda bastante”, terminou rindo.
Tom também contou sobre o momento em que mandou uma fita com atuações diferentes de Harrison Wells para os produtores da série, tentando garantir que ele nunca fosse excluído do elenco. “Eu realmente me empenhei e eles compraram essa história”, garantindo a risada de todo mundo.

Os comentários então seguiram para o episódio musical que tivemos durante a temporada, junto com Supergirl. Todos os membros do elenco gostaram muito daquele momento, especialmente Jesse L. Martin (Joe West), que queria muito dividir cena com Victor Garber novamente – que atualmente faz parte do elenco de Legends of Tomorrow. Aproveitando a empolgação de Jesse, ele comentou que os fãs podem esperar mais camadas do envolvimento do seu personagem com Cecille na próxima temporada: “As coisas vão ficar mais sérias!”.
Carlos Valdes, nosso Cisco Ramon, comentou sobre a parceria com Jessica Camacho, a Gypsy, Ele contou que ela é uma ótima atriz e que os momentos que eles viveram juntos no set de filmagens foram incríveis. “Não temos como não querer mais disso no futuro, né?”, falou ele, meio que pedindo isso para a equipe de produção. Ele também comentou que o pai de Gypsy aparecerá na nova temporada e será vivido por Danny Trejo.
Sobre o vilão da nova temporada, como já tinha sido anunciado, ele será o The Thinker. Pela primeira vez, em quatro anos, não teremos um velocista como o antagonista de Barry. “Precisávamos dar esse respiro. Agora teremos o homem mais rápido do mundo contra a mente mais inteligente do mundo. Será um duelo interessante”, comentou a produção. Outros vilões também aparecerão no meio do caminho, como a Mecânica, que será uma mulher que cruzará com Barry e dará um bom trabalho para ele e sua equipe.
E parece que o feedback do público sobre a temporada passada pesou mesmo na produção da atual. Eles comentaram que o quarto ano será mais tranquilo do que o anterior, retomando um pouco do clima que tínhamos lá na primeira temporada. Ah, e se você está curioso sobre Barry Allen aparecer ou não quando a série retornar: ele aparecerá sim!

Candice comentou que sua personagem estará devastada, mas tentando fazer com que tudo continue, como Barry pediu. Ela disse que o complicado de tudo isso é que ela nunca fora consultada de nada, só teve que lidar com as consequências da escolha do parceiro. “Ela vai encontrar forças para lidar com isso sendo uma líder para o time. E será bem legal essa mudança”, fechou ela.
Para a atriz, o episódio favorito do terceiro ano foi ‘Flashpoint‘, porque eles tiveram a chance de explorar um outro lado de seus personagens, especialmente no relacionamento Iris/Wally, lutando juntos contra o crime. Esse também foi o episódio favorito de Keiynan, principalmente por ser a primeira vez que usou seu traje de Kid Flash – depois de algumas dicas de Grant para conseguir colocar aquela roupa.
Já a produção da série, aponta o episódio musical como favorito – tanto pelos desafios de fazer com que funcionasse nas tramas, como também por ser extremamente divertido de gravar. A inspiração para esse episódio acontecer foi a versatilidade do elenco e também a vontade de Berlanti fazer algo assim na TV. Apesar disso, eles não têm planos para outro musical no momento.
Eles aproveitaram para confirmar que sim, vamos ter crossovers na próxima temporada.
Um fã da plateia faz uma pergunta que deixa todo mundo bugado: como que Savitar existe, se ele nunca matou Iris. Absolutamente ninguém soube responder, deixando o momento um pouco constrangedor. Por fim, alguém levantou a possibilidade de Johnny Quick aparecer na série por conta do multiverso – o que a produção não falou que sim, nem que não.
E assim se encerrou o painel.

3-Supergirl:
Uma das maiores tristezas da 2ª temporada de Supergirl foi a falta que a Cat Grant de Calista Flockhart fez. Pois nós podemos ficar aliviados que ela continuará como personagem recorrente nas novas histórias de Kara.
Participando do painel, estavam os atores Melissa Benoist, Chris Wood, David Harewood, Katie McGrath, Mehcad Brooks, Jeremy Jordan e Odette Annable e os novos showrunners Jessica Queller e Robert Rovner.
Temos quatro novos personagens anunciados para a temporada: Adrian Pasdar será Morgan Edge, um implacável promotor imobiliário que fará de tudo para conseguir o que quer. Carl Lumbly será M’yrnn J’onzz, pai de J’onn J’onnz, era um líder pacifista em Marte que faz o filho tomar atitudes impensadas. Yael Grobglas será Psi, uma vilã psíquica que usa a mente das próprias vitimas como arma. Emma Tremblay será Ruby, uma criança de mente independente de National City fascinada pela Supergirl e que acaba em perigo por causa disso.

O tema da temporada será o que significa ser humano. “Todos os personagens explorarão essa questão, especialmente Kara”, disse Jessica. “Nas duas primeiras temporadas, ela tentou equilibrar Kara Danvers e Supergirl e descobrir sua identidade”, acrescentou Melissa. “Agora a balança está pendendo muito para o lado da Supergirl. Eu acho que é seu modo de lidar com a perda do namorado. Agora ela terá que confiar muito mais nela mesmo e em seus amigos, mas ela sempre foi muito autoconfiante, o que é muito legal”.
Falando em Mon-El, a aparição de Chris Wood surpreendeu a todos, afinal, seu personagem está, teoricamente, na Zona Fantasma. É Robert Rovner quem deu alguma esperança ao casal “Chris está aqui e Mon-El retornará em algum ponto, mas como isso acontecerá é um dos mistérios centrais da temporada”. Você quer saber se eles voltarão a namorar? Essa é a pergunta errada, primeiro deveria perguntar “o que realmente aconteceu com ele e qual foram as consequências”. Que enigmático!
ames continuará atuando como o Guardião e terá mais funções no Time Supergirl, mas seu lado humano será mais explorado. “Ele terá um novo interesse amoroso. Ele também vai voltar às suas raízes de repórter fotojornalista na CatCo de uma maneira que ainda não vimos”, garantiu Jessica. Jeremy Jordan aproveitou a deixa para informar que “Winn ainda está com Lyra e eles estão cada vez mais fortes juntos”.
Ainda no clima romance, outro casal em risco após a redução da participação de Floriana Lima é Alex e Maggie. “Nós temos uma história linda para contar em seus episódios restantes que é emocional e moderna e realmente honra o amor entre essas duas mulheres. E ela é sempre bem vinda para voltar a qualquer momento que estiver disponível”, diz Jessica Queller.
Odette Annable está empolgada em interpretar Reign pois “ela não é uma típica vilã. Ela tem um propósito bem específico. Ela não está ai para matar todo mundo que ver pela frente e não quer reinar na Terra. Ela tem suas próprias razões para administrar a sua justiça que se desdobrara pela temporada”.

Katie McGrath é fã da amizade de Lena e Kara, por esse motivo acha que ela não deve descobrir sobre a dupla identidade da amiga. “Eu não acho que ela ficaria brava, mas ela teria um problema com o fato de que sua melhor amiga mentiu para ele e seria outra pessoa que não confiou em um Luthor”. Mas ela gostaria de unir forças com Alex.
Para David Harewood está reservado um verdadeiro Casos de Família. “Ele sempre pensou ser o último Green Martian, então será extraordinário descobrir que não apenas ele não é o último, como o outro é seu pai. Eu preferia ver o retorno de M’gann M’orzz como um interesse amoroso”, brincou.
Sobre rumores que ainda ninguém ouviu fora dos estúdios, Melissa diz que há boatos de que o produtor executivo Andrew Kreisberg quer fazer algumas mudanças bem diferentes ao uniforme “mas eu gosto tanto dele. Em time que está ganhando não se meche”.
Supergirl retorna dia 09 de outubro na The CW.

4-Legends of Tomorrow:
O painel de Legends of Tomorrow contou com a presença de Marc Guggenheim e Phil Klemmer, produtores da séries, e com o elenco em peso: Caity Lotz (Sara), Brandon Routh (Ray), Dominic Pursell (Mick), Maise Richardson-Sellers (Amaya), Victor Garber (Stain), Franz Drameh (Jefferson), Nick Zano (Nathan) e Tale Ashi (Zari), mais conhecida nos quadrinhos como Isis, a nova adição do elenco para a próxima temporada que estreia dia 10 de outubro.

Os produtores destacaram duas coisas em relação ao que está por vir: primeiro, a quebra temporal vista na season finale não será resolvida no primeiro episódio, nós veremos os Legends lidar com o problema dos dinossauros; e também podemos esperar a volta de velhos conhecidos, Damien Darhk (Neil McDonough) possivelmente mantendo seu status de vilão da temporada, só que dessa vez numa versão ainda não conhecida pelo público, e Leonard Snart/Capitão Frio (Wentworth Miller) como uma participação especial e uma interação diferente com a equipe da qual já fez parte.
Segundo o que foi dito durante o painel Arthur Darvill (Rip Hunter) fará apenas aparições esporádicas durante a 3ª temporada, deixando de integrar o elenco fixo. E existe a possibilidade de ver um personagem que faz algum tempo os fãs estavam esperando: John Constantine (Matt Ryan). Segundo os produtores a participação do ator na série depende apenas de sua agenda, tornando grandes as chances de ver o Mestre das Artes Sombrias interagindo com os Legends.
Confira então o trailer exibido durante o painel e que mostra a equipe descobrindo segredos e como sempre se metendo em muita confusão!

5-Black Lightning:
Parece que todo ano a gente vem aqui com uma nova série de super heróis da DC na CW, né?
E olha, enquanto elas continuarem funcionando na programação, pode esperar por mais. A novidade da vez é Black Lightning, série que conta a jornada de um herói aposentado que tem que revisitar seus poderes para conseguir lidar com as mudanças que acontecem na sua família.

O painel começa com a exibição de um trailer especialmente preparado para a Comic-Con, que deixa a galera bem animada com o que está por vir.

O elenco completo e a produção da série estão lá, todos ovacionados pela plateia. O produtor Salim Akil começa comentando que a série é algo muito diferente do que estamos esperando. “Jefferson Pierce, nosso super herói, é a representação máxima do negro. Junto com sua família, eles representam, basicamente, os Obamas do mundo dos heróis. Eles irão salvar pessoas onde ninguém mais quer ir salvar”, comentou.
Depois foi a vez de Cress Williams, protagonista da série, falar. “Meu personagem sabe exatamente com o que está lidando, ele já fez isso antes. Agora ele não está sozinho e realmente quer mudar a realidade de onde vive. Ele irá salvar uma pessoa de cada vez, para conseguir cumprir com o seu objetivo”, revelou o ator que parece muito animado com o novo projeto.
Christine Adams, que vive a ex-mulher de Jefferson, levantou que, apesar de ter uma família negra no centro da ação, a série transcende esse universo e abordará temas que qualquer pessoa, de qualquer raça, poderá se identificar. “Tudo é circunstancial. Podemos usar um poder para o bem ou para o mal, depende da situação na qual estamos inseridos, do lugar no qual estamos inseridos. Isso será bastante abordado na nossa série”, contou Mara Brock, produtora da série.
A violência contra e dentro da comunidade negra será uma das tramas abordadas frequentemente na série, segundo o que o elenco comentou por lá – o que é polêmico, mas muito legal para uma série com a abrangência de público que Black Lightning terá.
Nafessa Williams, que vive uma das filhas de Jefferson, contou no painel que sua personagem quer muito seguir os passos do pai: “Ela quer demais trilhar esse caminho mas, ao mesmo tempo, ter sua própria trajetória, sem ser tanto a sombra do seu ídolo”.
Já China Anne McClain, outra das filhas, será apenas uma adolescente normal no começo da série. “E quando falamos adolescente normal, entenda isso na maior esfera possível”, disse ela rindo. Quem também não terá poderes é a personagem de Christine, mas ela será fundamental para manter todos sempre juntos, mesmo depois do seu casamento com Jefferson ter acabado.
Alguém pergunta para Cress qual foi a coisa mais difícil que ele fez até agora como herói. “Eu tive que parecer super maneiro pulando de um prédio para o outro. Eu estava morrendo de medo, não tem como parecer legal fazendo isso”, disse ele rindo e garantindo a risada de todos.
Ainda sobre Jefferson, o ator conta mais sobre a construção do personagem: “Veremos ele crescer como homem todos os dias e isso vai fazendo dele cada vez mais relevante. Iremos trazer a comunidade negra para a TV de um jeito diferente e importante. Isso nos diferencia de qualquer série do gênero. Queremos mostrar um pouco da nossa cultura”, pontuou Cress.
Depois disso, todos foram surpreendidos com a exibição do piloto da série.

Antes de encerrar o painel, foram reveladas as escalações de James Remar, como Peter Gambi, um antigo amigo de Jefferson, e Damon Gupton, como um detetive que não se dará muito bem com Jefferson de primeira, mas depois achará alguns pontos em comum com o cara.
Além disso o canal aberto americano The CW já anunciou a exibição do novo crossover envolvendo as series dos heróis da DC.
De acordo com a emissora, o crossover vai começar com Supergirl no dia 27 de novembro (uma segunda-feira), seguido de uma transmissão especial de Arrow no mesmo dia.
Já no dia 28 de novembro (terça-feira), o evento heroico terá continuidade nos episódios de The Flash e, concluindo, em Legends of Tomorrow.
A CW, no entanto, não deu detalhes sobre a trama desse novo crossover. O que sabemos é o que os realizadores esperam criar uma história mais “íntima” em vez da grandiosidade da invasão alienígena do ano passado.

Espero que gostem da nova postagem, e até a próxima, meus amigos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário